18/03/2015

O Marketing Digital Precisa É de Contexto

O Marketing Digital Precisa É de Contexto

O conteúdo é rei! Quantas vezes vocês ouviram isso? Não sei mais quantas vezes já vimos e ouvimos esta frase ao longo dos anos. Todas as vezes elas se confirmaram verdadeiras e não conseguimos imaginar um contexto em que ela seja falsa. Porém, existe um aspecto do marketing que muita gente deixa passar batido.

O contexto é um conceito-chave que acaba sendo esquecido várias vezes nas estratégias. A pressa de subirmos campanhas, postarmos nossas imagens, vídeos, GIFs e textos faz com que tudo isso seja feito sem um recurso analítico importante: saber onde essas ações se encaixam, quais são os objetivos e resultados esperados.

Pouca gente faz este exercício de reflexão. Os principais argumentos são “não dá tempo” ou “ não sei como fazer”. Todos eles são, também verdadeiros. É preciso fazer com que haja tempo. É preciso entender como fazer. O contexto é o conjunto da compreensão do momento certo, exposição às pessoas certas e no canal adequado.

Muitas marcas têm adotado a postura unilateral em seus canais digitais enquanto deveriam fazer justamente o caminho inverso. Isso já não é nenhuma novidade. O modelo de rede social como conhecemos hoje já tem quase uma década e nós não deveríamos precisar tocar neste assunto hoje, em 2015.

Quando as marcas falam de si mesmas de forma autoritária e pouco participativa dá a impressão que todo o avanço que aconteceu até agora não serviu de nada. Isso demonstra a falta de conhecimento sobre o contexto geral dos canais nos quais elas se fazem presentes, sobre quem é o seu público-alvo e quais temas essas pessoas gostariam de saber sobre o que você faz.

Como reverter este quadro, então? Não é nada complicado. Na verdade, basta olhar em volta, perceber quem são as pessoas que estão do outro lado da tela e também gastar alguns minutos com uma pesquisa sobre o seu mercado e quais assuntos podem fazer a diferença.

O conteúdo pode até ser o rei, mas o contexto é o reino. Como você pode concluir, não existe rei sem reino.

Qual é o seu contexto?