09/09/2014

A geração dos hiperconectados

A geração dos hiperconectados

Sempre em busca de novas tecnologias e informações, tudo em tempo real, a Geração Z, vive virtualmente tudo aquilo que a realidade não permite como, por exemplo, os jogos fantasiosos onde é permitido fazer o uso de outra uma identidade sem sofrer nenhuma censura ou repreensão.

Novos produtos, novos modos de fazer propaganda, novas maneiras de agir, um novo pensar politico. Um monte de coisas novas começam a se formar junto ao surgimento e amadurecimento desta nova geração, que ainda não é muito bem definida e tem sido alvo de vários estudos. Com características parecidas com seus antecessores essa geração promete uma grande reviravolta no mercado. Autoconfiantes, idealistas, dinâmicos e bem críticos não se impressionam facilmente com as antigas táticas da publicidade. Essas pessoas antes mesmo de aprender a ler já sabem manusear um IPad, entrar em sites e entender de maneira intuitiva como funciona a lógica dos jogos, vão da internet para a Tv, da TV para o Ipod, do Ipod para o celular e por aí vai. Tudo ao mesmo tempo, esse é um fator bem marcante da geração, que abre um novo e gigantesco horizonte para o consumo.

Com canais de comunicação mais abertos a debates e discussões essa geração acaba ditando moda.Com apenas um LIKE ou compartilhamento alguém pode influenciar uma grande legião de seguidores e a sua marca acaba sendo uma das mais procuradas na internet de um dia para o outro e gerando lucro. Com o avanço das tecnologias o mercado acaba entrando em uma nova era e atingindo um público que não preza por marcas, mas por novidades.  Essa geração procura o novo, não tente enrolá-las.